Ademar Manarini
Valinhos, São Paulo, Brasil, 1920 - Campinas, São Paulo, Brasil, 1989

Ademar Manarini, nasceu em Valinhos em 1920, onde viveu até 1933, quando mudou-se pra São Paulo. Fotógrafo autodidata, entra para o Foto Cine Clube Bandeirante em 1950, onde passou por quatro fases de trabalho: retratos (portrait), fotografia social (na qual fotografou São Paulo e a periferia da cidade), experimental (fotogramas) e finalmente composições geométricas. Durante esse último período foi convidado para participar do Salão “Ruptura de Arte Concreta”, junto com pintores e escultores liderados por Waldemar Cordeiro. Em 1954, realizou sua primeira exposição individual no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Também participou de inúmeros salões nacionais e internacionais.

 

Apesar da rica atividade na fotografia, Manarini era industrial do ramo de pesca e orquidófilo. No final de sua vida, desenvolveu um trabalho fotográfico de documentação de pesca e orquídeas. Morreu em Campinas em 1989, e no mesmo ano foi nomeado Membro Honorário do Foto Cine Clube Bandeirantes.

Suas fotografias constam nos acervos do Instituto Cultural Itaú, TATE Modern de Londres, MASP – Museu de Arte de São Paulo, MoMA – The Museum of Modern Art.