Badalona, Espanha, 1913 – Barcelona, Espanha, 2011
Palmira Giró

Marcel Giró nasceu em Badalona (Barcelona, Espanha) filho de um industrial têxtil. Desde muito jovem foi um aficionado pelo montanhismo e pela fotografia. Em 1936, no início da Guerra Civil Espanhola se alista como voluntário no Exército Republicano. Decepcionado com os constantes enfrentamentos entre as diferentes facções que lutavam contra Franco decide se exilar na França e atravessa os Pirineus a pé. Da França emigra para a Colômbia e mais tarde para o Brasil, no final dos anos 40.

 

Em São Paulo renasce a sua vocação para a fotografia. Se torna um dos principais membros da Escola Paulista de Fotografia, com origem no Foto Cine Clube Bandeirante. Seu trabalho se caracteriza pela interpretação das formas abstratas de seu entorno e pela experimentação com a luz e sombra, acompanhando o movimento da fotografia moderna. Giró é citado mais de uma vez no livro seminal Fotografia Moderna no Brasil de Helouise Costa.

O  Estúdio Giró em São Paulo, se tornou um dos pioneiros da fotografia publicitária no Brasil.

 

Quando sua mulher Palmira morre, fecha seu estúdio em São Paulo e regressa a Catalunha. Abandonou sua atividade como fotógrafo artístico. Nos seus últimos anos de vida se dedicou a viajar pelo mundo.

 

Morreu aos 98 anos de idade em Mirasol (Barcelona).

Suas fotografias constam nos acervos do Instituto Cultural Itaú, TATE Modern de Londres, MASP – Museu de Arte de São Paulo, MoMA – The Museum of Modern Art